Make your own free website on Tripod.com

O Processo de Aprendizagem Autodirigida em Adultos

(Rui Moura, 1997)

Índice

 

1. Considerações Iniciais

1.1. Considerações Iniciais

 

2. A Conceptualização da Aprendizagem Autodirigida

2.1. Introdução

2.2. O Conceito da aprendizagem autodirigida

2.3. Considerações Finais

 

3. Definição de Termos

3.1. Introdução

3.2. Auto

3.3. Direcção

3.4. Aprendizagem

3.5. Considerações Finais

 

4. Influências Epistemológicas na Aprendizagem Autodirigida

4.1. Introdução

4.2. Corrente Progressista

4.3. Corrente Humanista

4.4. Corrente Behaviorista

4.5. Corrente Crítica

4.6. Considerações Finais

 

5. O Aprendente Adulto

5.1. Introdução

5.2. Diversidade de Papéis

5.3. Ansiedade e Resistência à Mudança

5.4. Orientação Diferente para a Aprendizagem

5.5. Considerações Finais

 

6. O Processo de Autodirecção na Aprendizagem

6.1. Introdução

6.2. O Processo

6.3. Estudos sobre o processo de aprendizagem

6.4. O Aprendente Autodirigido

6.5. Elementos importantes do processo

6.5.1. Identificação das necessidades de aprendizagem

6.5.2. Definição de Objectivos

6.5.3. Expectativas ou resultados esperados

6.5.4. Recursos de aprendizagem

6.5.5. Ambiente

6.5.6. Avaliação do resultados

6.5.7. Desmotivação

6.5.8. Ansiedade

6.5.9. Grupo de Aprendizagem

6.5.10. Supervisor

6.6. Considerações Finais

 

7. O Problema e a Metodologia do Estudo

7.1. Introdução

7.2. Definição do Problema

7.3. A Metodologia do Estudo

7.3.1. Entrevistas

7.3.2. Análise dos dados

7.3.3. A Amostra do Estudo

7.4. Considerações Finais

 

8. O Início do processo

8.1. Introdução

8.2. Expectativas Iniciais e a Escolha do Tema

8.2.1. A Natureza das Expectativas quanto ao Desenvolvimento da Tese

8.2.2. A Escolha dos Temas de Investigação

8.3. Identificação de Recursos

8.4. Planificação

8.5. Cumprimento de Tarefas

8.6. Ansiedade

8.7. Auto-avaliação

8.8. Autoconfiança

8.9. Grupo de aprendizagem

8.10. O Supervisor

8.11. Considerações Finais

 

9. O Desenvolvimento do Processo

9.1. Introdução

9.2. Identificação das Necessidades de Aprendizagem

9.3. Expectativas do Aprendente

9.4. Recursos de Aprendizagem

9.5. O Ambiente que envolve a Aprendizagem

9.5.1. Ambiente Profissional

9.5.2. Ambiente Familiar

9.6. Planificação do Projecto de Aprendizagem

9.7. O Modo Como o Aprendente Vivencia o Desenrolar da Investigação

9.8. A Ansiedade

9.9. Cumprimento de Tarefas

9.10. A Auto-avaliação

9.11. O Grupo de Aprendizagem

9.12. O Supervisor

9.13. O Conceito de Aprendizagem Autodirigida

9.14. Considerações Finais

 

10. Conclusões deste Estudo

10.1. A natureza do processo de aprendizagem autodirigida

10.2. A evolução da confiança do aprendente e das representações acerca de outros elementos do processo de aprendizagem

10.3. A autonomia do aprendente

10.4. O contexto da aprendizagem

10.5. A interacção com os outros

10.6. Limitações deste estudo e recomendações para futuros estudos

 

Bibliografia

Referências Bibliográficas

 

Anexos

Anexo A - Guião da Entrevista Acerca do Início do Processo de Aprendizagem

Anexo B - Guião da Entrevista Acerca do Desenvolvimento do Processo de Aprendizagem

Anexo C - Grelha de Leitura da Primeira Entrevista

Anexo D - Grelha de Leitura da Segunda Entrevista

Anexo E - Endereços Importantes na Internet

Aprendizagem Autodirigida

Corrente Crítica

Educação de Adultos

Bases de Dados e outros Recursos Importantes

Pesquisadores da Internet

Artigos Explicativos acerca da Internet

 

Voltar à Página Inicial